Procedimentos mais utilizados na vigilância patrimonial

procedimentos-mais-utilizados-na-segurança-patrimonial

Os procedimentos mais utilizados na vigilância patrimonial são exatamente os indispensáveis para que a ordem e a segurança sejam mantidas, de forma que pessoas, bens e patrimônios estejam seguros.

São diversos os procedimentos adotados na vigilância patrimonial. Por isso, é necessário um grande investimento no treinamento e capacitação profissional dos vigilantes para que erros sejam evitados ao máximo e eles sejam capazes de realizar o controle, a fiscalização e a promoção da ordem do local.

As medidas tomadas são divididas em estáticas e dinâmicas. As estáticas são as que utilizam barreiras e equipamentos para a inibição da ação criminosa, as dinâmicas são as que utilizam a inteligência do vigilante.

Veremos quais são os procedimentos mais utilizados na vigilância patrimonial.

Proteção de entradas não permitidas

Por chamarem muita atenção, as entradas não permitidas são os alvos mais visados por invasores, sendo evitadas por criminosos. Por isso, o maior erro do vigilante é não se atentar para a audácia desses invasores, mantendo-se sempre alerta em qualquer circunstância.

Proteção de entradas permitidas

As entradas de livre acesso são denominadas de portaria e são pontos fixos de vigilantes e/ou porteiros. Justamente por possuir livre acesso, merecem todo o cuidado.

Para manter a ordem nas entradas permitidas, é preciso que o vigilante tenha raciocínio rápido, organização, dinâmica e boa capacidade de comunicação.

Controle de acesso

Para o controle de acesso de pessoas, o vigilante precisa seguir uma série de procedimentos para garantir a segurança de todos que passam pelo local.

Os procedimentos realizados para o controle de acesso são:

– Inspeção visual, para memorizar as características das pessoas;

– Abordagem, preferencialmente à distância.

– Não julgar as pessoas pela aparência;

– Identificação pessoal, exigindo documentos com fotografia;

– Comunicar o visitante ao visitado e, quando for autorizado, certificar-se de quem partiu a autorização;

– Realizar o devido registro dos dados;

– Cumprir as normas estabelecidas internamente.

Controle do acesso de materiais

O controle de tudo que entra e sai da empresa deve ser feito de maneira rígida, para a prevenção de acidentes, de perdas ou até mesmo objetos suspeitos que podem causar danos ao patrimônio e às pessoas.

Procedimentos de entrada de materiais

– Inspeção visual e identificação completa do entregador;

– Verificar o destinatário na mercadoria, confirmar a previsão de entrega e solicitar o comparecimento da pessoa responsável;

– Documentação da entrega, com todos os envolvidos.

Procedimentos de saída de mercadoria:

– Inspeção visual e identificação de quem está saindo com a mercadoria;

– Conferência do material de acordo com o documento de autorização;

– Documentação dos dados.

Controle de acesso de veículos

É de extrema importância a implantação de um controle de acesso de veículos.

Muitas empresas pecam nesse ponto, se preocupando apenas com o controle de acesso de pessoas, dando brechas para a atuação de criminosos.

Se torna mais eficaz com o auxílio de câmeras e outras tecnologias, além do treinamento constante de pessoal.

Todos esses procedimentos são feitos de forma preventiva, para que não haja margem para a ação criminosa e para a insegurança. Os profissionais são sempre treinados para que enxerguem as situações com olhar crítico e muita atenção.

De fato, cada empresa possui seus pontos de vulnerabilidade. Portanto, somente um plano de segurança bem executado por profissionais qualificados será capaz de definir as necessidades a serem supridas.

Nós da Globalseg possuímos mais de 13 anos de experiência no mercado e podemos te ajudar a escolher a melhor forma de proteger a sua empresa. Entre em contato conosco e saiba mais: https://goo.gl/iDjEGa



Comente via Facebook

Compartilhe: