Análise de fatores de risco do cliente: entenda como funciona [atualizado]

A análise de fatores de risco do cliente é uma ferramenta que toda empresa de segurança deve aplicar periodicamente, focando na constante adequação e melhoria dos serviços prestados.

Não podemos cometer o erro de supor que o sistema criado para a segurança no início do contrato vai ser eficiente a longo prazo.

Para que você possa compreender melhor as vantagens e importância dessa metodologia, trouxemos algumas informações a mais neste post para uma visão mais ampla do assunto.

Que alterações devem ser feitas com a análise de fatores de risco?

A análise de fatores de risco do cliente serve, basicamente, para adequar os serviços prestados para a atual situação do negócio do cliente. Ou seja, alterações do quadro de funcionários, espaço físico, entre outros, pode demandar uma mudança na segurança física, procedimentos e outros requerimentos ofertados no início do contrato.

Assim, caso o cliente amplie seu espaço ou mude o local de sua sede, por exemplo, é importante que a empresa de segurança refaça o planejamento dos vigilantes para garantir que o serviço continuará sendo entregue de forma adequada.

Por que são importantes essas alterações?

Essa reanálise é fundamental pois, todo estudo de segurança, dimensionamento de números de câmeras e agentes, é sempre criado a partir do quadro atual da empresa a ser protegida.

Sempre que há um novo contrato, especialistas avaliam cada acesso ao local, possíveis brechas que pessoas mal intencionadas possam usar, pontos estratégicos onde os guardas e câmeras devem ser posicionados, entre outros. Com a mudança do local, ampliação do espaço ou aumento do quadro de funcionários as condições podem mudar, necessitando assim, fazer a análise de fatores de risco.

A cada quanto tempo deve ser feita essa análise?

Não existe um período rígido quando à periodicidade dessa análise. O que conta realmente a mais são as mudanças diretas, como falamos até aqui.

Apesar disso, caso não haja esses tipos de mudanças já mencionadas, é importante que ao menos uma vez por ano a empresa de segurança faça uma análise dos fatores de risco do cliente. Isso se dá para adequar o planejamento conforme o tempo e as mudanças do perfil do cliente. Afinal, mesmo com mudanças bruscas, é importante saber se o pacote de serviços está agradando ao cliente, cumprindo adequadamente o objetivo.

Esperamos que você tenha gostado do nosso post e que essas informações possam tê-lo ajudado a compreender mais sobre a importância da análise de fatores de risco do cliente.

Quer ficar sempre por dentro de todas as notícias e novidades do nosso canal? Então curta nossa página no Facebook e LinkedIn e acompanhe tudo o que acontece no Grupo Globalseg. Cuidamos do que é importante para você.



Comente via Facebook

Compartilhe: