Como detectar a vulnerabilidade da vigilância patrimonial?

vulnerabilidade da vigilancia patrimonial

Por melhor que seja a estratégia de segurança da sua empresa, sempre existem pontos que podem melhorar. Para isso, é essencial realizar estudos constantes para que se possa achar possíveis espaços para erros. Detectar a vulnerabilidade da vigilância patrimonial é de suma importância para manter a sensação de tranquilidade dentro da organização.

Entretanto, é essencial analisar alguns pontos para melhor identificar onde está a vulnerabilidade da vigilância patrimonial. Por isso, vamos explicar nesse artigo um pouco mais sobre isso, assim, você poderá adotar algumas medidas preventivas em sua empresa.

Leia o texto e saiba tudo.

O que é vulnerabilidade da vigilância patrimonial?

Vulnerabilidade da vigilância patrimonial é definida como situações que podem ser exploradas por pessoas de má intensão. É importante ressaltar que ameaças e riscos são diferentes, normalmente, existe um plano e ação especial para cada uma delas. É essencial fazer o estudo da vulnerabilidade para que se possa identificar possíveis pontos que se não tiverem atenção podem gerar algum tipo de ocorrência.

Como identificar?

Para que possa haver uma melhor averiguação da segurança patrimonial é necessário formar um comitê. Os membros podem ser vigilantes, gerentes, supervisores e outros funcionários. Feito isso, é preciso ser realizada uma minuciosa inspeção sobre todas as ações que acontecem na empresa. Deste modo, é instaurada uma auditoria para uma avaliação completa de tudo que pode ser alterado para diminuir as possibilidades de risco.

Quais são as vulnerabilidades da segurança privada?

A identificação da vulnerabilidade pode ser feita em diversos estágios e setores da segurança da sua empresa. Veja abaixo é mais comum a análise.

  • Planejamento

Você pode revisar o seu plano de segurança para evitar qualquer tipo de vulnerabilidade que no futuro possa virar um erro na proteção da sua empresa. Reavalie as medidas atuais e veja quais podem ser melhoradas e se existe alguma que não deve ser mais utilizada.

  • Estrutural

É importante avaliar a estrutura da organização em questão para identificar possíveis probabilidades de erros. Nessa parte você deve analisar, por exemplo, se o número de vigilantes disponíveis atende as necessidades do local.

  • Vulnerabilidade física

A segurança física é muito importante para evitar variadas ações de invasores. Por isso, é fundamental verificar e estudar a eficácia de todos os elementos que compõem essa área. É considerado as condições de catracas, portas, portões, cercas e placas.

  • Recursos Humanos

Nessa parte deve ser averiguado tudo que se refere ao papel comportamental dos funcionários que trabalham na empresa, sejam eles exclusivos da segurança ou não. Deve-se analisar se todos estão comprometidos com as ações que ajudam na proteção da organização. Outros pontos precisam de atenção como motivação dos vigilantes, avaliar se remuneração está adequada, se a gestão dos recursos humanos é bem feita e se há treinamentos periódicos.

A vulnerabilidade da vigilância patrimonial é um assunto que precisa ser levado a sério, pois, se ela não for tratada no início pode virar um grave erro no futuro. Como destacamos no começo deste texto, por melhor que seja sua estratégia ela pode estar sempre em desenvolvimento constante. Para isso, é preciso criar consciência sobre a importância de tentar prever ocorrências.

Siga a Globalseg nas redes sociais para acompanhar assuntos relevantes sobre a segurança patrimonial.



Comente via Facebook

Compartilhe: