Como fazer o planejamento da segurança patrimonial?

planejamento da segurança patrimonial

Para que qualquer ação saia como esperado dentro da sua empresa é preciso planejar. Deste modo, é necessária preparação e muita análise de tudo que vai ser implementado. Assim, é maior a possibilidade que não haja problemas na hora de colocar tudo que foi acordado em prática. O planejamento da segurança patrimonial é primordial para alcançar a excelência dos serviços de proteção.

Além de todas essas vantagens, quando o planejamento da segurança patrimonial é bem feito existe a possibilidade de reduzir custos. Por isso, vamos levantar os principais pontos para você realizar o plano da sua empresa.

Continue lendo e saiba mais sobre o planejamento da segurança patrimonial.

Por que devo planejar?

A razão principal para fazer o planejamento da segurança patrimonial é que podemos preparar melhor a empresa para receber as ações mais adequadas. Deste modo, o plano de segurança deve ser o primeiro passo a ser dado para definir questões importantes para todos os níveis de proteção da organização. Além disso, um bom planejamento evita desperdícios e o uso indevido de matérias e recursos humanos.

Quais são os pilares do planejamento da segurança patrimonial?

Para que você possa traçar um plano eficiente para a sua empresa é preciso considerar três princípios básicos. O primeiro é definir com clareza quais são suas metas e objetivos com o serviço de segurança patrimonial. Feito isso, é o momento de descrever o que você vai utilizar para atingir os resultados, exemplo, utilização de vigilantes, CFTV, recursos materiais e financeiros. Por último você deve definir maneiras de averiguar a eficiência e estabelecer indicadores para acompanhar a evolução do trabalho.

Quais são os tipos de planejamento?

Existem três tipos de planejamento da segurança patrimonial que devem ser realizados. O estratégico funciona como uma espécie de plano macro que deve englobar todos os dados. Dentro dele deve conter outros dois tipos de planejamentos. O primeiro é o tático que estabelece a organização das ações que deverão ser feitas e seus responsáveis. Depois é feito o planejamento operacional que descreve como serão feitas as ações e por quem.

O que deve conter no planejamento da sua empresa?

É comum que cada empresa faça o planejamento de segurança patrimonial voltado para as suas necessidades. Porém, no mercado existe um senso do que nele deve conter. Selecionamos abaixo os pontos mais comuns para você utilizar no seu.

  • Indicar as principais necessidades de segurança;
  • Estabelecer objetivos;
  • Compor a estrutura de segurança da organização;
  • Selecionar ações necessárias para a segurança obter bons resultados;
  • Descrever maneiras da boa utilização dos recursos:
  • Definir responsabilidades dos membros;
  • Descrever ações e determinar prazos;
  • Selecionar mecanismos para medir os resultados;
  • Definir prazo de acompanhamento dos dados.

Planejar é fundamental para evitar surpresas desagradáveis com a segurança da sua empresa. Assim, tudo fica claro e definido e todas as ações podem ser realizadas da maneira que foram pensadas. Além disso, com o planejamento da segurança patrimonial fica mais fácil aproveitar todos os recursos da melhor forma para que sua empresa tenha maior sensação de tranquilidade.

Gostou desse artigo? Compartilhe nas redes sociais e siga nossas páginas para ficar por dentro das novidades.



Comente via Facebook

Compartilhe: